Blog

Seja simplesmente feliz

Eu descobri a fórmula da infelicidade. Se descobrires a fórmula da infelicidade talvez consigas ser feliz.
A fórmula é muito simples. Nós somos condicionados pela sociedade a pensar que a felicidade se recebe em troca da aquisição de algo. Por exemplo, se comprarmos o novo telemóvel seremos felizes; se comprávamos um carro novo seremos felizes…
Há dez anos quererias comprar algumas coisas. Provavelmente compraste algumas dessas coisas ou até todas. Alcançaste a felicidade por causa disso? Não. Não é por causa disso que a pessoa alcança felicidade.
Considero a fórmula da infelicidade muito real, só que é contrária aos ensinamentos do nosso mundo, que considera que a fórmula da felicidade está no consumo. Esta é a maior ilusão que o ser humano tem.
A felicidade está dentro de nós. Nós temos só que entender isso. Se entendemos que a felicidade mora dentro de nós e que nós temos tudo o que é necessário para sermos felizes, então não iremos colocar a responsabilidade da nossa felicidade na aquisição de um bem qualquer.
Nenhum bem no mundo tem a capacidade de nos fazer felizes. Mas isso não significa que não tenhamos coisas. Só que essas coisas servem para fazer a nossa vida mais confortável, para nos dar prazer, para nos permitirem trabalhar.
No entanto, não podemos atribuir a um novo telemóvel ou uma nova casa, por exemplo, a nossa fonte de felicidade. Não são e nunca vão ser a fonte da nossa felicidade.
Nunca a sociedade teve tantas coisas como atualmente. As nossas casas são maiores, há muita roupa e muito barata, podemos comprar muitas coisas muito baratas.
Nós temos e acumulamos muitas coisas mas nunca vivemos numa sociedade com gente tão depressivo, com pessoas com
necessidades tão claras de aceitação – primeiro, a aceitação a si próprio e depois aceitação da sociedade, dos outros.
Ninguém e nada neste mundo tem a capacidade de nos fazer felizes, só nós mesmos.
Então, “se nós tivermos 100 likes no Facebook nós seremos felizes”;”se nós colocarmos uma foto bonita no Instagram nós seremos felizes”; “se eu comprar isso, se eu alcançar aquilo, eu serei feliz”. Esta é a fórmula da infelicidade.
Podes até alcançar essas coisas mas isso não vai fazer-te feliz.


O quinto maior arrependimento. E se eu me permitisse ser feliz?

Sabes qual é o quinto maior arrependimento que as pessoas têm  antes de morrer? “Eu queria ter-me permitido ser mais feliz”.
Muitas vezes as pessoas não se permitem ser felizes. Eu queria pedir-te hoje uma coisa: Sê feliz.
Olha à tua volta e vê que podes ser feliz.
Sabes qual é uma das coisas que impedem as pessoas de realmente de serem felizes? É o sentimento de culpa que elas colocam em tudo. Pensas dessa forma porque aconteceu algo na tua vida. Por exemplo, porque foste abusada pelo teu pai, porque a tua família te maltratava. Ou, não és feliz porque perdeste o emprego… ou, não és feliz por alguma coisa que te aconteceu que hoje não te deixa ser feliz… mas eu quero dizer-te uma coisa:
Esquece a culpa. Esquece. Agora não interessa a culpa. Agora o que interessa é a tua responsabilidade. Pode não ter culpa. Podes não ter culpa daquele marido que te bateu mas tens a responsabilidade de ser feliz daqui para a frente. Tens a responsabilidade de assumir o controlo da tua vida e fazer a tua vida – a partir de hoje, a partir de agora – uma vida diferente daquela que foi até agora.
Aceite aqui o que já passou. Passou. Não vai mudar e não interessa de quem é a culpa.
A única coisa que interessa é saber como é que vais viver a tua vida a partir de agora.
A felicidade é uma escolha. Escolha ser feliz. Para de alimentar a tua mente com desgraças desse mundo inteiro. Cada vez que ligas a televisão, lês um jornal, só vês a desgraça. Estás a alimentar a tua mente com um monte de porcarias que só vão fazer-te pensar coisas más.
Imagina a tua mente como um campo em que são plantadas ali várias sementes. Existem boas sementes e sementes más. Se plantas sementes más não esperes ter boas árvores, não esperes colher bons frutos.
Por isso planta na tua mente sementes boas, sementes de amor, sementes de gratidão.
Pare de encher a tua mente de sementes estragadas e vais ver como vais conseguir ser muito mais feliz e realizado(a).

 


Como ler 18 livros em um ano

Tenho um desafio para ti. Ler 18 livros em um ano.
É um desafio sério que pode mesmo transformar a tua vida. Muda a maneira como vês tudo ao teu redor.
A partir de hoje tem como meta ler 18 livros em 12 meses.
Aparentemente 18 livros parece um número muito elevado mas na realidade não é.
Acompanha o meu raciocínio. Vamos imaginar que cada livro tem 200 páginas. Lê dez páginas por dia de manhã ou ao deitar, como preferires. Dez páginas por dia dá cerca de 30 minutos por dia de leitura.
Se multiplicares 10 páginas por 360 dias do ano dá 3.600 páginas num ano. O equivalente a cerca de 18 livros se, em média tiverem, 200 páginas.
Está aí a magia! Não é nada complicado. Tens é que ser persistente e consistente.
Achas que dez páginas é muito? Lê apenas cinco. Mesmo assim terás lido nove livros num ano. Imagina o quanto isso te vai influenciar, transformar a tua mente.
Se preferires podes optar pelo audiolivro. Eu opto muito pelo audiolivro pois permite-me “ler” ainda mais livros.
Enriquece a tua mente através da leitura. É um processo realmente transformador.

 


Você é importante e pode mudar o mundo

Você é importante. É sério. Você é importante.
Às vezes achamos toda a gente importante e esquecemo-nos de nós. Da nossa importância.
Nós temos histórias únicas, uma vida única, momentos únicos, temos momentos mágicos que vivemos na nossa vida e que podemos partilhar com as pessoas.
Eu, por exemplo, não tenho pretensão que os meus vídeos que divulgo no Youtube agradem a todos. Eu simplesmente partilho aquilo que faz sentido para mim, aquilo que eu acho que é importante para mim, aquilo que me toca na minha vida pessoal e, por isso, a partilha com as pessoas.
Eu não vendo nada, eu não estou aqui para ganhar dinheiro, para fazer qualquer outra coisa que não seja partilhar aquilo que me toca. E se toca alguém, se ressoa na vida de alguém – na sua vida – então eu fiquei feliz e
isso para mim basta-me.
Você também tem uma história para contar, você também tem algo para contribuir.
Não precisa ser através de vídeos de Facebook. É através da sua vida.
Por isso eu queria dizer-lhe que você é importante, que a sua vida é importante.
Então use a sua vida para contribuir, use a sua vida para ser luz à vida dos outros. Você vai ver que a sua vida vai ter muito mais sentido e será uma vida muito mais grandiosa.


Elimine estas duas coisas da sua vida

Temos muitos sonhos e muitas coisas que desejamos realizar. No entanto, surgem algumas barreiras que nos impedem de alcançar os nossos objetivos. Uma delas é o facto de nos preocuparmos com o que os outros pensam.  Isso fragiliza-nos, faz com que questionemos as nossa capacidades, a nossa coragem, a nossa determinação.
O que outros pensam de nós, não é da nossa conta. Não temos que nos preocupar com isso. Os pensamentos dos outros não têm que ser um problema nosso.
É essa preocupação que nos impede, muitas vezes, de alcançar algo nosso, algo verdadeiro, algo que realmente queremos alcançar.
Sempre que esses pensamentos vierem à sua mente, essas dúvidas, diga para si mesmo esta frase:
– O que os outros pensam a meu respeito não é da minha conta. É problema deles.
Nunca se esqueça disso. Seja fiel a si mesmo. Faça aquilo que faz sentido para si.
Uma outra barreira que surge, muitas vezes, é a dúvida: E se não der certo? Se só surgirem críticas negativas? Se, se, se. A nossa cabeça fica cheia de dúvidas e medos.
Sabe uma coisa? Talvez não dê certo. Não tem garantia nenhuma que vai dar certo. Mas também não tem garantia nenhuma que não vai dar certo.
Então porque não tentar? Porque não ser fiel a si mesmo e ir atrás dos seus sonhos e fazer acontecer?
Força! A sua vida é única, a sua vida é preciosa.
Vá atrás dos seus sonhos.
Concretize.


Dicas para tornar as suas manhãs mais produtivas

Por vezes perguntam-me se sou louco por acordar às cinco horas da manhã todos os dias. Sim, sou louco. Sou louco pelo meu desenvolvimento pessoal. Sou louco por me tornar a melhor versão daquilo que posso ser. Sou louco por fazer diferença na vida das pessoas.

“Mas tem que ser tão cedo?”

Eu não percebo como é que as pessoas podem viver uma vida que parece um barco desgovernado, à mercê das ondas. Vão de um lado para o outro mas não têm uma direção, um objetivo, um lugar onde querem chegar.

É aí que entram as manhãs com propósito, onde assumimos o controlo do dia e decidimos como vai decorrer. Não somos simplesmente levados pelos problemas do nosso dia a dia.

Diariamente sigo um pequeno ritual que, garanto-lhe, se o seguir seguir vai transformar radicalmente a sua vida.

Lembre-se da palavra LEVAAME. 

A sequência fica ao seu critério mas vale a pena gastar pelo menos cinco minutos em cada um desses passos:

Passo 1 – L de Leitura

Leitura é um passo obrigatório para todo o desenvolvimento humano. Quer ler 18 livros comigo este ano? Para a maioria das pessoas este parece um número exagerado mas se ler apenas 10 páginas por dia, no fim do ano terá lido 18 livros. Imagina a pessoa que se vai tornar ao ler tantas ideias novas que pode aplicar na sua vida?

Passo 2- E de Escrita

Quer escrever um livro mas não tem tempo? Pronto, agora já tem. Porque não tirar da cabeça e começar colocar no papel todas aquelas ideias e compartilhar com o mundo o seu conhecimento?

Algo também muito importante a fazer é um diário. Muitos homens de sucesso têm um diário e isso pode influenciar muito o nosso dia a dia.

No meu diário, que o faço eletronicamente através de uma aplicação de telemóvel, costumo colocar quatro coisas. Lembre-se da palavra FOGA:

“F” para Foco do dia. Coloque uma pequena frase para o foco que quer dar ao seu dia.

“O” para objetivo do dia. Aqui procure não colocar mais do que cinco objetivos do dia. Coloque objetivos simples e cumpra-os.

“G” para gratidão. No fim do dia escreva no diário pelo que está grato naquela dia. Olhe para trás e veja quantas coisas boas aconteceram no seu dia.

“A” para aprendizagem. O que aprendeu neste dia? Não pense demais, simplifique. A vida dá-nos grandes aprendizados diariamente. Escreva isso no seu diario.

Passo 3 – V de Visualização 

A visualização é tornar real na sua mente aquilo que quer ser, aquilo que quer atingir, as coisas materiais e imateriais que quer alcançar.

Por exemplo, neste momento estou a escrever um livro e, por isso, eu visualizo-me a escrever, a publicar, na noite de lançamento… isto faz com o que, no dia a dia, eu tome atitudes que vão ao encontro daquilo que minha mente está a pensar e me motiva para alcançar aquele objetivo.

Passo 4 – A de Afirmação 

Comece a afirmar para si mesmo aquilo que quer acreditar. Ao longo da vida acreditamos em imensas coisas que não são verdades.

Está na hora de mudar o jogo. Comece o dia a olhar-se profundamente ao espelho, olho no olho consigo mesmo e diga “eu amo-te”. Esta é uma primeira grande afirmação do dia.

Depois, escolha frases poderosas que podem mudar a sua vida, como por exemplo: “eu sou criativo e escrevo um livro de sucesso”. “Grandes ideias brotam de dentro de mim constantemente”, “eu tenho sucesso em tudo o que faço”. Crie suas próprias afirmações e condicione seu cérebro a acreditar nesta nova verdade. Você escolhe aquilo que quer acreditar, por isso, escolha as coisas certas.

Passo 5 – A de Aprendizagem 

Em que ponto está aquilo que há muito tempo queria aprender? Aquele novo idioma ou um software? E que tal utilizar uma uma parte da manhã para isso? Eu adoro assistir a Ted Talks e vídeos inspiracionais no YouTube, que me fazem começar o dia de maneira positiva.

Existe uma infinidade de bom material disponível gratuitamente para todos nós. Aproveitemos isso e cresçamos enquanto ser humano.

Passo 6 – M de Meditação 

Técnica usada há milhares de anos por pessoas de todo o mundo, com estudos que comprovam a sua eficácia no combate ao stress. Ajuda no foco e auto superação.

Bastam cinco a 10 minutos de meditação todas as manhãs para ver algo extraordinário acontecer na sua vida.

A meditação abre uma janela para novas ideias, novos insights que só nos momentos de silêncio conseguimos escutar aquela voz interior.

No começo pode ser desafiante mas, como em tudo na vida, com a prática melhoramos e logo será muito bom na meditação.

Passo 7 – E de Exercício 

O exercício físico pela manhã oxigena o cérebro, dá-nos energia, dá-nos foco para o dia que começa e faz-nos ficar mais autoconfiantes. Por isso é importante que, logo na primeira hora da manhã, comece a mexer o corpo, fazer alguma coisa e preparar-se para o dia. Se tem o hábito de ir ao ginásio ou fazer algum outro desporto pela manhã, continue com esta rotina. Se tem o hábito de fazer à noite pode continuar a fazê-lo mas introduza alguma coisa pela manhã, nem que seja uma caminhada e umas flexões. Vai fazer uma grande diferença no seu dia.

Muitos querem ter uma vida incrível e alcançar coisas extraordinárias mas poucos são os que estão dispostos a ir onde as pessoas extraordinárias vão e fazer as coisas que as pessoas extraordinárias fazem.

Acordar cedo é uma questão de hábito e, como todos os hábitos, no início é difícil mudar. Depois deste hábito instalado começará a experimentar coisas incríveis, que vão conduzi-lo a lugares que nunca pensou serem possíveis de alcançar.

Desejo-lhe muito sucesso nesta nova caminhada e iremos encontrar-nos num desses nascer do sol.


Qual é o seu desafio de hoje?

É nos momentos em que saímos da nossa zona de conforto que aprendemos, que nos desafiamos, que nos superamos. É nesses momentos que damos um passo para além do que consideramos ser capazes.
O desconforto permite-nos crescer. Adquirimos novas habilidades, novos conhecimentos.
Quero desafiá-lo a encontrar um novo desafio para a sua vida. Não os desafios naturais que temos que ultrapassar diariamente. Mas um desafio que o deixe desconfortável e o obrigue a crescer.
Só assim crescemos. Só assim chegamos a lugares na nossa vida que pensávamos que nunca iriamos ser capazes de chegar.
Muitas vezes, limitamo-nos muito. A nossa cabeça limita-nos. Achamos que não somos capazes. Mas se formos perseverantes e continuarmos a tentar vamos chegar lá.
Talvez queira dar um novo passo na sua vida mas está com medo. O medo é um sentimento bom. É um sentimento que avisa que talvez tenhamos que ir com cuidado mas também é um sentimento que temos que procurar ultrapassar, é um sentimento que temos que conseguir dominar para chegarmos mais longe.
Enfrente o seu medo e “desça a montanha”. Vai ver que do outro lado há muitas coisas boas à sua espera.


Como tirar proveito das situações que parecem dar errado

Há situações que, muitas vezes, são incontornáveis. Como reage?
Permite que estraguem o seu dia ou tenta aproveitar da melhor forma a nova realidade?
A decisão é mais simples do que imagina e está apenas nas suas mãos. Depende apenas de si.
Temos sempre duas opções: ficarmos irritados, reclamarmos e passarmos o resto do dia aborrecidos ou vermos o lado positivo da adversidade e tirar partido da nova situação.
A primeira dica para reverter a situação é aceitar a nova realidade. Depois é aproveitar o momento da melhor forma.
Claro que pode e deve reclamar daquilo que o aborrece e não concorda mas não deixe que isso estrague o seu dia.
Aceite as situações que não pode mudar e tire partido delas da melhor forma possível.

 

 


Como fazer um diário que vai transformar a sua vida

Não é um segredo mas muitas pessoas com sucesso escrevem um diário.
Não é um diário qualquer. É um diário construido de forma a ser uma ferramenta poderosa na sua vida. Uma ferramenta transformadora.
A primeira coisa que vai escrever no seu diário (na noite anterior ou logo quando acorda) é o “foco do dia”.
É incrível mas, quando colocamos por escrito os temas em que nos vamos focar, a nossa mente concentra-se realmente nesses temas.
A segunda coisa que vai escrever são os “objetivos do dia”. Escreva as cinco coisas (não mais que cinco, pois não vale a pena escrever muitos objetivos e depois não conseguir cumprir) que pretende realizar naquele dia.
Pode até escrever apenas dois mas, aqueles que escrever, realize, concretize. Se colocar muitos objetivos e não conseguir cumprir vai sentir-me frustrado. Mais vale poucos mas que concretize realmente. Isso vai deixá-lo entusiasmado. Vai dar-lhe força.
Tenha isso como hábito.
No final do dia, coloque também no diário a “Gratidão”. Ou seja, porque está grato naquele dia. Mas não divague, seja conciso e objetivo. Escreva coisas específicas, que se vai recordar por muito tempo. A gratidão, a genuina gratidão, traz um sentimento de felicidade.
A quarta coisa a colocar no seu diário é “o que aprendeu naquele dia”. Quais foram as coisas que vivenciou durante o dia que lhe permitiram aprender algo que considera importante para a sua vida. Aprendizagens que poderá aplicar durante a sua vida.
Comece hoje mesmo a fazer o seu diário e verá como é uma experiência poderosa e  transformadora.


E se nem tudo fosse por interesse?

Já pensou como o mundo seria tão diferente se déssemos um pouco de nós, um pouco do nosso tempo a algo ou alguém sem estarmos à espera de nada em troca?
Estamos tão formatados pela pressão que a sociedade nos impõe – de só dar algo em troca de algo – que o simples exercício de fazer esta reflexão é desafiante.
Quando conseguimos treinar a nossa vida, no sentido de conseguirmos dar um pouco de nós sem estarmos à espera de receber, eu acho, sinceramente, que acontecem coisas mágicas.
Nas minhas palestras costumo abordar este tema. Faço a sugestão de experimentarmos dar, de coração, de forma genuina, sem estar à espera de receber nada em troca. Eu acredito que, quando isso acontece, surgem coisas maravilhosas, mágicas, muito boas.
Eu acredito que nos tornamos pessoas poderosas quando nos damos genuinamente (nem que seja por breves instantes) sem esperar receber nada em troca.


FAVORITE SPARROW - RUA BELA VISTA SN 2735-184 SÃO MARCOS, CACÉM
E. hello@rafaelnacif.com - T. 911816420

Métodos de pagamento